Quinta-feira, 2 de Setembro de 2010

Capítulo Um

Tinha acabado de chegar ao meu novo apartamento, sim novo, finalmente irei viver sozinha e em liberdade sem que a minha mãe me esteja sempre a dizer o que fazer. Já não tenho propriamente 5 anos, apesar de que, para a minha mãe, muitas vezes ela me trate como se tivesse tal idade. Enfim, viver na mesma casa que a minha mãe mais parecia viver atrás das grades do que outra coisa...

Pousei as malas com a minha roupa, peguei nas chaves de casa e saí. Esperava encontrar rapidamente um trabalho para que a minha mãe não me tivesse que mandar todos os meses dinheiro, para pagar a renda, e uma bilhete com a morada de casa e a dizer:


« Ainda não é tarde para mudares de ideias. Talvez já esteja na hora de voltares para casa e voltar tudo a ser como era.»


Eu sei que pode parecer confuso, agora, mas apesar de apenas ter chegado ao meu apartamento, quando saí de casa ela deu-me um envelope com dinheiro e com um bilhete a dizer exactamente isso. Enfim, acho que ela ainda não percebeu que voltar para casa não estará nos meus planos durante os próximos anos. Well, acho que já perceberam a ideia.

Passando à frente... Assim que saí de casa deparei-me com uma grande confusão. Vi uma rapariga, de estatura média, loira e de olhos bastante azuis, e decidi perguntar-lhe o que se passava.

Anneliese - O que é que se passou aqui?

Rapariga - Pelos vistos um rapaz ia a conduzir demasiado rápido, por consequência não viu o sinal vermelho e bateu no carro do meu melhor amigo.

De repente ouvi os dois rapazes a discutirem. Não percebi imediatamente qual era o que tinha batido no outro, mas pela discussão deles, o melhor amigo da rapariga era um rapaz alto de olhos azuis e cabelo preto e o que passou o sinal vermelho era um rapaz de cabelo castanho e olhos verdes, que por sinal era bastante giro.

Como estava com pressa para arranjar trabalho, não fiquei ali especada a ver o que se passava, desatei a correr à primeira loja que vi aberta. Era uma loja de roupa e pelo papel que tinham afixado na montra, estavam à procura de empregados. Decidi entrar.

Anneliese - Bom dia, o meu nome é Anneliese. Eu vi que estão à procura de mais empregados e decidi entrar, pois eu ando à procura de emprego.

Empregada - Tens quantos anos?

Anneliese - Fiz dezoito anos no mês passado. - sorri.

Empregada - És daqui?

Anneliese - Sim- assenti com a cabeça - vivo mesmo aqui ao lado.

Empregada - Peço desculpa, mas já arranjamos uma pessoa na semana passada, a minha colega é que se esqueceu de tirar o papel.

O quê? Só pode estar a brincar comigo, fez-me aquele questionário todo para quê, se pelos vistos já arranjaram alguém? Desejei-lhe a continuação de um bom dia e fui-me embora.

publicado por - micaelafilipa. às 11:10
link do post | favorito
De pαtrýciαtk. ♥ a 2 de Setembro de 2010 às 14:19
amoor da minha vida , como podes tu dizer que isto está uma porcaria , ham? --. queres levar tau-tau virtual queres -.-'
está lindo :D
coitada da anneliese ._. raio de empregado -.-'
quero mais sim meu amor?
AMO-TE CONFÝ «3'


Comentar:
De
  (moderado)
Nome

Url

Email

Guardar Dados?

Este Blog tem comentários moderados

Ainda não tem um Blog no SAPO? Crie já um. É grátis.

Comentário

Máximo de 4300 caracteres



Copiar caracteres

 



.mais sobre mim

.pesquisar

 

.posts recentes

. Capítulo Três

. Capítulo Dois

. [ 3 ]

. [ 2 ]

. It's LA , baby ♥ - Fic

. Divulgação - sara.B ! ♥

. Team Bieber

. Capítulo Um

. Guess What Contest

. Divulgação